4 de janeiro de 2012

my fist kiss

Ok, a minha vida amorosa pode ter sido um trambolhão em decurso até agora, mas teve os seus momentos. Não contando com alguns beijinhos inocentes (e algo estranhos, confesso) que dei no infantário com o miúdo com os olhos mais giros da escola, que depois me abandonou (a mim e às outras namoradas todas, aquilo era uma poligamia...) e se pisgou para o Canadá, ou aqueles do bate-pé (que nunca tive coragem de pedir o french kiss, eu era uma pessoa inocente, era só lábios e já iam com sorte) o meu primeiro beijo a sério até foi bonito. Apesar de a outra metade do beijo ter sido dada por someone-who-shall-never-be-named-again, sei que o vou manter na memória, pelo menos até o Alzheimer atacar e me levar todos os meus tesourinhos, por mais deprimentes que sejam. Foi num jardim à beira-mar, debaixo de uma chuva torrencial. Fui apanhada de surpresa. Quebrou, definitivamente, o gelo que ainda se mantinha entre nós. Lembro-me que cheguei a casa ainda meio atarantada, quase lhe sentia o gosto ainda e o perfume que trazia. Lembro-me como se tivesse sido ontem. Até me recordo da roupa que levávamos, do banco onde estávamos sentados, do caminho de volta... Há coisas que nunca se esquecem, por muito que o futuro as tente estragar. Essa memória irá fazer sempre parte de mim e terá, como tantas outras, sempre o seu brilho, inabalável. Sempre que a rebusco nas gavetas profundas das minhas recordações, faz-me sempre esboçar um sorriso, ainda que muita água tenha depois passado por debaixo da ponte. Esta é a minha história. E o vosso, como foi? Vá lá, não se acanhem :)

3 comentários:

Roxanne disse...

eu também me lembro bem do meu primeiro beijo e do quanto adoro a recordação do momento!

Marianne disse...

Eu também me lembro do meu primeiro beijo a sério. Não gostei. Até que foi um momento bonito, foi mesmo pena não gostar. Na altura eu achava que gostava do rapaz, começamos a falar e tal. Um dia fomos dar uma volta, sentamo-nos num banco de jardim. Passado um pouco ele perguntou se eu queria namorar com ele, eu disse sim e depois ele deu-me um beijo. E eu na altura fiquei meia surpresa. No entanto apesar de ter sido uma cena com um bom ambiente e tal não gostei de dar o beijo. Passao uns dias terminei com o rapaz porque através do beijo soube que não gostava mesmo dele!
No entanto já gostei do segundo dado com outro rapaz. Embora também tenha ficado um pouco atrapalhada já gostei.
E pronto, apeteceu-me contar. Às vezes faz bem recordar e escrever, nem que seja para pessoas que não nos conheçam!
:)

(que comentário tão grande xD)

CurlyGirl disse...

O meu primeiro beijo também foi num banco de jardim. Num banco do Jardim da Parada, à noite. Lembro-me que ele estava ao meu lado direito. Lembro-me que senti tudo: as borboletas, o medo, o tempo a parar... Foi perfeito. (Ou pelo menos a minha memória torna-o perfeito)