3 de abril de 2012

Diz que a minha cabeleireira me deve odiar...

... mas neste momento, quem lhe tem um pó desgraçado sou eu. "Quero manter o comprimento, porque quero deixar crescer o cabelo, portanto é só cortar mesmo as pontas" não significa "Cortar uns 4 dedos de comprimento e ficar a parecer um cão de água". Nunca mais a senhora verá a minha cor. Muito menos a do meu cartão multibanco.

1 comentário:

Marianne disse...

Loool.. Eu devo ser das únicas pessoas que não tenho razões de queixa da minha cabeleireira! É por isso também que vou sempre lá.. Faz sempre o que digo e quando digo que é um bocadinho é mesmo só um bocadinho. Na sexta fui cortar o cabelo, a minha mãe foi comigo e no fim de a senhora ter cortado a minha mãe até disse que não se notava nada.. Ora, era mesmo esse o objectivo :D