22 de fevereiro de 2012

Post fútil de alguém que não se reconhece

Damn, eu nunca fui materialista. Nunca me lembro de dar o mínimo valor a penduricalhos e roupa fashion, para mim sempre foi algo perfeitamente dispensável. Eis que há algum tempo que ando com vontade de mudar um bocadinho, porque simplesmente estou farta de estar sempre igual. A maioria das mulheres quando se sente assim vai ao cabeleireiro, mas aqui Turtle Maria não tem especial afeição a tesouras a não ser que sejam estritamente necessárias. 

Então afinal o que é que sobra? Querer trazer metade da colecção da Zara para casa, ampliar o muuuuito diminuto stock de maquilhagem, andar a namorar não sei quantos pares de sapatos, comprar umas sabrinas (e ficar a pensar que deveria ir comprar outras noutra cor, porque afinal aquilo dá com tudo, estavam baratas e não me fazem ainda mais gigante do que os meus pais já me fizeram), pensar que a maior parte dos fios que tenho são vermelhos e não dão com qualquer coisa e que preciso de mais, que não tenho anéis porque achava que me faziam imensa impressão aos dedos mas que agora até acho que dão personalidade, ficar a amaldiçoar-me porque preciso de uma mala preta pequena para sair, já que as minhas malas são todas do tamanho de África... 

... basicamente ando com tendências suicidas para a minha carteira. Tirem-me deste filme. Esta não sou eu!

7 comentários:

Farruskinha disse...

Então se essa não és tu, tens que tentar ser realmente tu!! :)

Leitor disse...

Podes ir comprando uma coisa de cada vez e não tudo a monte. É como fazer aos poucos uma dieta à carteira.

Marianne disse...

Sabes, também sou como tu.. Não ligo nada a coisas típicas de raparigas.. Só que ultimamente há alturas em que dou comigo a tentar mudar, a combinar tudo.. Essas coisas.. Passados uns dias volto ao meu normal.. Mas depois a qualquer momento dá-me para mudar.. xD
Mas é engraçado.. Só não é o facto de gastarmos dinheiro -.-'

Nokas disse...

Hehe, algo se apoderou de ti :)

Alice disse...

Bem-vinda ao mundo das consumidoras! :D

S* disse...

Sofri desse mal no ano passado...

Dani disse...

É um mal que nos atinge mais cedo ou mais tarde! A mim também já me aconteceu... eu que nunca liguei pevas a ser "feminina", uma girly girl, dei por mim a namorar sapatos de salto alto (algo impensável há um ano atrás) e rendi-me quando comprei uma carteira com um lacinho.